Acrobacia e dança foram as propostas de fevereiro do projecto AgitLab, que continua em Águeda a realizar trabalho em residências artísticas.

Com raízes em Cabo Verde, o acrobata Gaspar Ribeiro esteve a desenvolver o seu espetáculo “Nha Identidade” com o apoio logístico do INAC- Instituto Nacional de Artes do Circo, no âmbito do programa CIRCOagitado, com financeiro da Câmara Municipal de Águeda, do qual resultou a realização de um vídeo e registo de fotográfico no Parque Municipal da Alta Vila.

Nha Identidade é o espet´culo de acrobacia do cabo verdeano Gaspar Ribeiro (Foto: Mário Abreu)
Nha Identidade é o espetáculo de acrobacia do cabo verdiano Gaspar Ribeiro (Foto: Mário Abreu)

Gaspar Ribeiro iniciou-se nas artes circenses no ano de 2013, quando participou do projecto Promoção da Inclusão Social dos Jovens (financiado pela ONU em parceria com o AfroReggae ONG do Rio de Janeiro), em Praia (Cabo Verde). No final do projeto, em 2014, criou com alguns amigos um grupo de animação circense a partir do qual vários espetáculos foram apresentados nas ilhas de Cabo Verde.

Em 2016 fez parte do protejo “Circriolo”, participando em diversos workshops. Já em 2018 fez formação de treinador em ginástica acrobática em Cabo Verde. Em seguida, viajou a Portugal e ingressou no INAC – Instituto Nacional de Artes do Circo.

Em 2020, apresentou na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão o espetáculo de conclusão de curso: “Nha Identidade”, que desenvolveu nesta residência artística.

Também durante uma grande parte do mês de fevereiro, as bailarinas e coreografas Eliza Trefas e Katarzyna Paluch e o dramaturgo Florin Flueras estiveram em residência artística em Águeda, na segunda e última fase de investigação, para a realização do espetáculo de dança “Study on Fool’s Paradise” (estudo sobre o paraíso dos tolos). A primeira etapa incluiu um curto período de pesquisa e a apresentação de um trabalho em andamento. “Como iniciamos nossa pesquisa em março, alguns aspetos de nosso comportamento e fisicalidade estavam implicitamente relacionados ao estado de crise mundial”.

Eliza Trefas e Katarzyna Paluch no espetáculo de dança “Study on Fool’s Paradise” (Foto: Mário Abreu)

“Study on Fool’s Paradise” foi também objeto de registo em vídeo para apresentação virtual, dada a impossibilidade de atualmente serem apresentados espetáculos com público.

Acrobacia no parque municipal de Alta Vila (Foto: Mário Abreu)
Acrobacia no parque municipal de Alta Vila (Foto: Mário Abreu)
Espetáculo de Gaspar Ribeiro captado pela objetiva de Mário Abreu
As duas bailarinas e coreografas no espetáculo de dança (foto: Mário Abreu)
Eliza Trefas e Katarzyna Paluch contaram com a colaboração do dramaturgo Florin Flueras no espetáculo “Study on Fool’s Paradise” (foto: Mário Abreu)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *