O município de Águeda, juntamente com Amadora e Mora, assinou na ESTGA um protocolo com a Agência Portuguesa do Ambiente para a aplicação prática do projecto Agenda 21 Local. A cerimónia contou com a presença do secretário de Estado do Ambiente, Humberto Rosa.

Será “o chapeú das múltiplas actividades desenvolvidas no concelho”, considerou o presidente Gil Nadais, que vira já aprovado em Assembleia Municipal, por unanimidade, a adesão de Águeda à Carta de Aalborg e ao Pacto de Autarcas.

“Queremos que Águeda seja conhecida como um município sustentável”, referiu Gil Nadais. “Não queremos que a Agenda 21 Local se restrinja ao ambiente”, acrescentou, defendendo “o envolvimento de todos” na prossecução deste desiderato. “Queremos agir localmente pensando de forma global”, rematou o presidente da Câmara.

O director-geral da Agência Portuguesa do Ambiente, António Gonçalves Henriques, na oportunidade, não deixou de salientar o facto dos três municipios piloto reprtesentarem realidades muito distintas, até pela sua dimensão, defendendo que por essa razão “constituirão um bom teste na aplicação do guia da Agenda 21 Local”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.