O arqueólogo Fernando Silva, conhecido pelo trabalho desenvolvido na última década na Estação Arqueológica de Cabeço do Vouga foi encontrado morto na sua residência, em Carvalhal da Portela (Valongo do Vouga).

A Associação Profissional de Arqueólogos já manifestou o seu “profundo pesar” pelo seu falecimento. Diz a associação que “para muitos dos jovens arqueólogos, era um nome pouco conhecido. Este facto deve-se, sobretudo, à sua personalidade discreta. Contudo, deixou-nos uma vasta obra sobre contextos megalíticos, no Centro e Norte Litoral de Portugal, que fará perdurar a sua memória”.

Fernando Silva foi docente, técnico dos Serviços Regionais de Arqueologia do Centro e do Instituto Português de Arqueologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.