Com três votos contra e quatro abstenções, a Assembleia Municipal de Águeda aprovou o contrato de gestão entre o Estado português e os municípios que passam a integrar a Águas da Região de Aveiro, bem como os estatutos da Empresa Geral da Parceria e a adesão de Águeda ao acordo Parassocial entre a Águas de Portugal e os municípios envolvidos.

A questão dos tarifários foi um dos pontos que mereceu dúvidas entre a voz do PSD que contestou o contrato de gestão levada à Assembleia Municipal (Hilário Santos) e as respostas do presidente Gil Nadais.

Águeda vai ficar no chamado Grupo 3. Segundo o presidente da Câmara, os tarifários – “controlados até 2014” – vão subir 12,7% em 2011, 2012 e 2013 na água, enquanto no saneamento subirão 25% em 2011, 17,5% em 2012, 10% em 2013 e 5% em 2014.

Hilário Santos (PSD), porém, insistiu na questão dos tarifários, designadamente nos aumentos previstos já para 2010. O social-democrata estima “uma subida enorme dos preços, de pelo menos 100% já no primeiro ano”. “Quanto vamos pagar já em Janeiro?”, questionou.

(informação completa na edição impressa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.