O confronto entre o PSD e o PS na aprovação das Grandes Opções do Plano e Orçamento da Câmara Municipal de Águeda para 2009 não ficou reflectida na votação – apenas 9 votos contra e 5 abstenções, com 26 votos a favor – mas anunciou a contagem decrescente para as próximas eleições autárquicas.

Os presidentes de Junta de Freguesia mostraram o seu descontentamento para o que consideram ser a falta de obras – algumas das quais transitam de plano para plano – mas acabaram por votar favoravelmente ou abster-se. Perante um PS unânime no apoio ao documento e a abstenção do CDS/PP, o PSD dividiu-se entre os membros eleitos directamente e os que têm assento por presidirem às juntas de freguesia.

(informação completa na edição impressa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.