O representante do presidente da Junta de Freguesia de Barrô na última sessão da Assembleia Municipal de Águeda votou contra o Orçamento e o Plano de Actividades da Câmara Municipal para 2010.

Ausente no estrangeiro, por motivos profissionais, o presidente da Junta reservou para mais tarde uma tomada de posição pública que justifique o sentido de voto.

O documento foi aprovado pela maioria socialista, e ainda por alguns presidentes de Junta eleitos pelo PSD, mas teve 16 abstenção de membros social-democratas e do CDS/PP. O fraco investimento nas freguesias e o empolamento orçamental foram as principais críticas da oposição. Para o PS, o OPA reflecte “uma visão de futuro” e o aproveitamento dos apoios disponíveis.

(informação completa na edição impressa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.