Com a elevação a freguesia, a Borralha “ganhou maior força reivindicativa junto da Câmara Municipal”, afirma Jorge Mendes, presidente da Junta, referindo, em entrevista ao RA, que é urgente a construção de um lar de idosos

 

P > No domingo, comemora-se mais um aniversário de elevação da Borralha a freguesia. Acha que a mudança de “estatuto” contribuiu para um maior crescimento e progresso? A Borralha ganhou com isso?

R > Sem dúvida. Ganhou maior força de reivindicação junto da Câmara Municipal.

P > O que gostaria de ver construído ou criado na freguesia que ainda não tenha?

R > Um lar para idosos é urgente. Precisamos de ajuda para obter um terreno.

P > Acha que a freguesia dispõe dos equipamentos suficientes para dar resposta às suas necessidades?

R > Não, demos alguns passos, mas estamos ainda aquém de outras freguesias.

P > Em termos de desenvolvimento – comparando com outras freguesias do concelho – como caracterizaria a Borralha?

R > Abaixo da média necessária.

P  > Acha que a freguesia tem beneficiado pelo facto da Junta de Freguesia e Câmara Municipal serem da mesma cor política?

R > Isso seria ridículo. A Junta de Freguesia apresenta ao Executivo Municipal projectos credíveis.

 P > Por onde deve passar o crescimento futuro da freguesia, na sua opinião?

R > Pela conclusão da zona empresarial do Casarão, criação (remodelação) do pólo educativo, saneamento e rede de abastecimento de água ao domicílio a 100%, rede viária e de transportes públicos eficientes.

(informação completa na edição impressa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.