Francisco Lopes, candidato apoiado pelo PCP às eleições de Janeiro para a Presidência da República, destacou, na reunião com dirigentes da Associação Empresarial de Águeda, a importância das PMEs no desenvolvimento nacional e manifestou grande preocupação pela actual situação económica e financeira do país.

De resto, quer Francisco Lopes quer Ricardo Abrantes, presidente da associação empresarial, criticaram a política energética nacional. O empresário afirmou que embora “a postura da AEA seja apartidária, muitas das nossas propostas revêem-se nas do PCP”.

(informação completa na edição impressa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.