“O protocolo assinado pela Casa do Povo com a Federação de Andebol de Portugal para a constituição do Clube Centro de Formação de Andebol Feminino representa o culminar por parte desta direcção de um trabalho realizado durante estes últimos anos que consistiu em alguns vectores, tais como a selecção de um corpo técnico capaz de orientar atletas para praticar o desporto que gostam, de colocar à disposição das nossas atletas os meios necessários para praticar desporto e de dar aos pais das jovens da nossa freguesia oportunidade para ocuparem os tempos livres das suas filhas”, referiu Carlos Arede, presidente da Casa do Povo de Valongo do Vouga (CPVV), em entrevista ao RA (edição impressa).

O protocolo “nasceu de um convite da Federação de Andebol de Portugal; contudo, iniciou-se com um convite por parte do C. D. S. Bernardo de haver um acordo entre os dois clubes para que as nossas atletas que transitam do escalão júnior para o sénior integrassem os quadros do S. Bernardo, visto não existir esse escalão na Casa do Povo”, pormenorizou o dirigente.

(informação completa na edição impressa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.