Os 642.696 eleitores recenseados no círculo eleitoral de Aveiro (42.226 em Águeda) vão eleger 16 deputados para a Assembleia da República, no próximo domingo – dos 230 deputados no total, eleitos num universo de mais de 10 milhões e 800 mil cidadãos recenseados.

Aveiro é o quinto distrito a eleger mais deputados para o parlamento nacional, a seguir a Lisboa (48), ao Porto (40), a Braga (19) e a Setúbal (18). Leiria, com 10 eleitos, surge a seguir, com todos os outros distritos a elegerem menos deputados. Coimbra e Faro, por exemplo, elegem apenas 9 deputados, ainda assim um número bem acima dos que terão menos representação: Beja, Bragança, Évora e Guarda (3) e Portalegre (2). Outros dois, embora representando um número de eleitores bem mais numeroso que quase todos os distritos do país, serão eleitos pela Europa e por Fora da Europa (por cada um destes círculos).

AGUEDENSES NAS LISTAS

São 17 as forças políticas concorrentes ao círculo de Aveiro (ver boletim de voto), das 20 que concorrem a nível nacional. Apenas a Lisboa concorrem todas, sendo que Porto, Braga e Setúbal contam com 19 listas concorrentes.

Relativamente à presença de aguedenses nas listas do círculo de Aveiro, Paula Cardoso (PSD) surge em lugar elegível (2.º da lista) na lista encabeçada por António Topa Gomes. Na prática, substituirá outra aguedense, eleita em 2019 como cabeça de lista por Aveiro, Ana Miguel dos Santos.

O PS, cuja lista é encabeçada por Pedro Nuno Santos, apresenta o advogado Paulo Tomaz, membro da Assembleia Municipal de Águeda, em 11.º lugar. Em 2019, Carla Tavares concorrera em 9.º lugar, ficando à porta da eleição.

O CDS/PP apresenta Ana Rita Ramos, advogada no Porto, na quinta posição, enquanto Ana Sanches, que nas últimas autárquicas concorreu em segundo lugar à Câmara de Águeda, ocupa o 15.º lugar na lista.

Renato Santiago (BE) é o sétimo da lista que tem como cabeça de lista o deputado Moisés Ferreira; João Canas (CDU) surge em 16.ºlugar na lista encabeçada pelo sindicalista Adelino Nunes; e Ana Breda e Pedro Ferreira são os números 3 e 14 da lista da Iniciativa Liberal (IL), encabeçada pelo enfermeiro Cristiano Santos.

Boletim de voto no círculo eleitoral de Aveiro para as eleições de domingo, 30 de janeiro

6.844.044

Dos 10 milhões 821.244 eleitores que podem votar – número que inclui os eleitores da Madeira e dos Açores (485.507) e da Europa e de Fora da Europa (1.521.790) – 60% estão registados entre Braga e Setúbal (em sete dos 18 distritos do continente ou, se preferir, em sete dos 22 círculos eleitorais, contando neste caso com as ilhas e os que votam no estrangeiro). Aquele número é o somatório dos eleitores registados em Lisboa (1.920.128), Porto (1.592.758), Braga (776.638), Setúbal (745.669), Aveiro (642.696), Leiria (413.127) e Coimbra (374.980). Apesar das vastas áreas territoriais que possuem, Castelo Branco (166.307), Guarda (145.869), Bragança (137.581), Évora (134.861), Beja (120.904) e Portalegre (94.393) são os distritos com menos eleitores.

RESULTADOS EM 2019

O PS elegeu 108 deputados nas eleições legislativas de 2019, conquistando então 36,34% dos votos (perto dos 2 milhões de eleitores). O PSD ficou-se pelos 79 deputados eleitos (27,76% – perto de um milhão e meio de votantes), seguindo-se o BE (19 deputados – 9,52%), a CDU (12 – 6,33%), CDS/PP (5 – 4,22%), PAN (4 – 3,32%), Chega, IL e Livre (1 cada). Estes três últimos partidos registaram menos de 1,29% dos votos). A abstenção superou os 51%.

No círculo de Aveiro, o PS elegeu 7 deputados (34,31% – 120.839 votos), o PSD 6 (33,55% – 118.141 votos), o BE 2 (9,96% – 35.068 votos) e o CDS/PP 1 (5,69% – 20.045 votos).

Há dois anos, o PS foi o partido mais votado no município de Águeda (36,09% – 8.209 votos), com o PSD a obter 34,09% (7.754 votos), o BE 9,09% (2.068), o CDS/PP 5,50% (1.252), a CDU 2,89% (658), o PAN 2,15% (489), o Chega 0,78% (178) e a IL 0,72% (164 votos).

Votar em segurança

Passos de segurança do eleitor

 Quando for votar, use máscara. Proteja-se a si e aos outros!
 Aguarde a sua vez no exterior da seção de voto.
 Respeite a distância de segurança em todos os momentos.
 Antes de entrar, desinfete as mãos.
 Siga o percurso assinalado, evitando cruzar-se com outros.
 Circule sempre pela direita.
 Entregue o documento sem contacto entre mãos.
 Vote, deposite o voto na urna e recolha o documento.
 À saída, não se esqueça de desinfetar de novo as mãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.