“Um concerto magnífico!”, foi a expressão mais ouvida no final do concerto “Musicais de uma Vida”, que juntou em palco a Banda Nova e FF e Sofia Escobar

Na noite de sábado, no palco do Centro de Artes de Águeda (CAA), assistimos a um concerto de excelência protagonizado pela Banda Nova de Fermentelos, com a especial participação de FF, Sofia Escobar e do coral Amiticia Chorus, sob a direção artística do Maestro Orlando Rocha.

Um espetáculo intitulado “Musicais de uma Vida!”, no qual foram interpretados grandes temas como o Fantasma da Ópera, de Andrew Lloyd Webber ou West Side Story, de Leonard Bernstein, entre outros, com uma dimensão expressiva e artística singulares. Os solistas convidados cantaram e encenaram, em duo ou a solo, e acompanhados por um vasto número de instrumentistas e seu maestro, em conjunto cativaram a assistência, que várias vezes aplaudiu entusiasticamente de pé as respetivas atuações.

De notar que os bilhetes rapidamente esgotaram e durante os dias que antecederam o espetáculo foi registada uma autêntica “corrida” à bilheteira. Quem teve o privilégio de assistir a este magnífico concerto saiu com a alma cheia.

Este foi um evento pensado no âmbito das comemorações do centenário da Associação Cultural e Recreativa Banda Nova de Fermentelos, apoiado pela Câmara Municipal de Águeda.

Na ocasião, Edson Santos, vice-presidente da autarquia, afirmou que “um espetáculo deste nível não pode acontecer só uma vez em Águeda, mas sim duas ou três para que mais pessoas possam ter o privilégio de assistir.”.

Já o presidente da Assembleia Geral da Banda Nova de Fermentelos, Comendador Augusto Gonçalves, não quis deixar de agradecer a todos os intervenientes na realização do evento, desde a Câmara Municipal aos cantores FF e Sofia Escobar, ao maestro Orlando Rocha, ao Coral Amiticia Chorus, a todos os executantes da Banda Nova, não esquecendo toda a equipa do Centro de Artes de Águeda, que “foi inexcedível no apoio que deu para que nada faltasse”.

Augusto Gonçalves referiu-se ainda ao nível artístico do espetáculo, para dizer que “o juíz dessa causa seria a ilustre plateia, sem a presença da qual o mesmo não teria sentido”.

“Alguém disse que a Banda Nova de Fermentelos escreveu nesta noite mais uma brilhante página no seu historial e também no panorama artístico-musical do nosso concelho de Águeda”, destacou ainda o presidente da Assembleia Geral da Banda Nova.

Recorde-se que a Banda Nova de Fermentelos nasceu em 1921, contando com inúmeras atuações no país e no estrangeiro, nomeadamente em Espanha, Suíça, Liechtenstein, Brasil e Venezuela. Em território nacional, destacam-se as atuações na Expo 98 (por duas vezes), na Casa da Música, no Teatro da Trindade, no Teatro São Luiz e na Praça do Comércio.

De referir ainda que ao longo das duas últimas décadas a Banda Nova editou 17 CD’s. Em maio do presente ano foi gravado o último, estando o seu lançamento previsto para o final deste ano. Ainda em termos discográficos, acresce um LP duplo, gravado em 1979, e duas cassetes, gravadas em 1990 e 1994, respetivamente.

Conta atualmente com cerca de 70 elementos, maioritariamente jovens e formados na própria coletividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.