Danças Ocultas, o quarteto aguedense que tem a concertina como instrumento comum, está entre os 40 artistas seleccionados a nível mundial para fazer a sua apresentação em espectáculo durante a feira do mercado a “wold music”, que se realiza no final de Outubro em Copenhaga (Dinamarca).

Trata-se de um evento que reúne todos os principais profissionais que se movem no mercado musical mundial, como directores de teatro que programam na área musical, editores discográficos e agentes, entre outros. Até há dois anos realizava-se em Sevilha, sendo que Copenhaga é agora o novo grande centro desta feira, onde se proporcionam contactos ao mais alto nível.

 “Ficámos eufóricos porque pode abrir-nos imensas portas”, referiu Artur Fernandes, um dos membros do quarteto aguedense, contactado pelo RA esta segunda-feira. Portas que antes se abriram a Marisa, Camané e Deolinda, que foi seleccionado em 2009. Mas nem todos os anos há um português entre o grupo muito restrito dos 40 que são seleccionados para se exibiram perante os grandes empresários do mercado musical.

(informação completa na edição impressa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.