A Associação Empresarial de Águeda enviou uma carta ao presidente da EDP, a reclamar pelo “mau serviço de fornecimento de electricidade prestado às empresas”, pedindo que a empresa “assuma a responsabilidade da deficiente qualidade do serviço que presta” e “assuma os prejuízos que os cortes originam e efectue os investimentos necessários para que situação idêntica não se repita”.

Refere o presidente da associação, Ricardo Abrantes, que “nos últimos meses tem sido frequentes as interrupções e micro-cortes no fornecimento de energia eléctrica no concelho de Águeda” e que “uma das freguesias mais atingidas tem sido Barrô e em particular a ZI de Vale do Grou”.

(informação completa na edição impressa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.