O último caso de agressão a uma estudante traz a lume uma antiga reclamação das escolas no sentido de haver mais policiamento nos trajectos entre os estabelecimentos de ensino e os locais onde os alunos apanham o transporte até casa. Dois dos agressores foram detidos pouco depois na estação rodoviária da cidade.

O caso passou-se com uma jovem de 16 anos, de nacionalidade russa, que foi agredida e assaltada no fim das aulas, quando fazia o trajecto entre a escola Marques de Castilho, onde é aluna, e a Rodoviária. Os autores forma quatro jovens, rapazes e raparigas, com idades entre os 13 e os 16 anos.

As escolas, ouvidas pelo RA, querem reforço de policiamento e um debate urgente.

(informação completa na edição impressa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.