O espaço “Venda Nova 25” abriu na passada sexta-feira, após as obras de modernização que marcam a mudança do nome. Era Churrasqueira “O Gordo”. A partir de agora, no n.º 25 do bairro da Venda Nova, ao conceito anterior – inspirado na cozinha tradicional portuguesa – é acrescentado um novo: o das saladas, que podem ser constituídas por ingredientes ao gosto do cliente.

“Como o espaço que dispomos não é grande, damos agora mais importância ao serviço de take away para nos ajustarmos à nova realidade originada pela situação de pandemia”, referiu o proprietário Mário Pinheiro, que sublinha a diversificação da oferta: “Mantemos a churrascaria, que fomos sempre fazendo evoluir de acordo com o que é mais apreciado pelo cliente, mas introduzimos as saladas, que podem ser preparadas ao gosto do cliente dentro dos ingredientes que disponibilizamos”.

Mário Pinheiro salienta que este novo conceito – “uma comida mais fresca, acompanhando também a tendência do mercado” – era um objetivo de há muito tempo. Porém, só agora estiveram reunidas “as condições apropriadas” para que fosse possível concretizar o investimento.

As obras de remodelação ocorreram no último mês e meio, possibilitando também que o “Venda Nova 25” possa cumprir ainda mais eficazmente as restrições que a Direção Geral da Saúde impõe. “Temos o selo Clean & Safe do Turismo de Portugal, que é uma segurança acrescida para os nossos clientes mas que também nos obriga a acrescentar requisitos às exigências que nós já impúnhamos, de forma muito detalhada, desde que o covid-19 mudou as rotinas”. 

Mário Pinheiro considera que o novo coronavírus não irá desaparecer “em pouco tempo, pelo que o investimento agora realizado transmite coerência à vontade de “aprimorar o conceito” com a adoção de uma nova designação comercial e a adaptação do espaço às “circunstâncias exigidas pelo momento atual”.

O “Venda Nova 25”, explicou o proprietário Mário Pinheiro, “é uma homenagem ao bairro, tão importante nas vivências sociais de Águeda; por isso, quando nos sugeriram, foi logo o nome que achámos apropriado”. E o número que lhe está associado? Fácil… “é o número da porta”.

O interior renovado do Venda Nova 25

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *