A Universidade de Aveiro começou a produzir energia para consumo próprio e a escola de Águeda é uma das que integra o programa de eficiência energética.    

A Universidade de Aveiro (UA) está desde o princípio do mês de Dezembro a produzir energia para consumo próprio, ao abrigo do programa “Eficiência Energética na UA”, co-financiado em 6,5 milhões de euros pelo Governo, num valor global de nove milhões de euros.

Com 920 painéis solares fotovoltaicos já instalados em dois edifícios do campus, a UA está a produzir energia para consumo próprio, em regime de micro-geração, num investimento parcial de cerca de 700 mil euros.

O projecto de micro-produção energética é uma das acções estruturantes do conjunto de intervenções que a UA está a desenvolver, “no sentido de concretizar a sua responsabilidade social”.

O projecto prevê ainda a captação de águas internas para redes de rega e bocas-de-incêndio e a desactivação automática de equipamentos em períodos temporais considerados mortos, a implementação de algumas medidas de correcção dos equipamentos de iluminação exterior e a monitorização de consumos energéticos.

(informação completa na edição impressa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.