O presidente do Sporting de Fermentelos reagiu energicamente à arbitragem do jogo de domingo, na Mealhada, afirmando designadamente que “pessoas como estas não deviam andar na arbitragem, pois com atitudes destas só envergonham e desprestigiam quem está inserido na mesma modalidade espalhada pelo país”.

Para José Marques, “não se pode andar a brincar e em certos casos a gozar com o trabalho de pessoas que andam no futebol por carolice mas que, apesar disso, têm gastos”. Alerta, por fim: “Sem clubes não são precisos árbitros, e mediante estas situações os clubes podem começar a ponderar seriamente a possibilidade de acabar com eles. Eu, da parte do Fermentelos, caso as coisas não melhorem, considero seriamente a possibilidade de entregar as chaves na AFA”.

(informação completa na edição impressa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.