Para o Comandante Paulo Serra, a GNR de Águeda está dotada de mais e de melhores meios materiais, “potenciadores de uma resposta adequada, apropriada e atempada”. Em relação ao número de efectivos, considera ser “suficiente ao cumprimento da missão”.

Em entrevista ao RA (edição impressa), refere ainda que a “maioria dos furtos que se têm verificado não são sofisticados”. É a reacção aos mais recentes assaltos verificados na cidade e no município – que prosseguem e colocam de sobressalto as populações.

“A evolução da sociedade ao longo dos últimos anos contribuiu para a sua própria transformação”, refere ainda o Comandante do Destacamento da GNR de Anadia, temporariamente a comandar o Destacamento de Águeda devido ao período de férias.

(entrevista na edição impressa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.