Os desentendimentos por causa de um carreiro, que liga a travessa da Rigueira à travessa do Canto, em Macinhata do Vouga, não são de agora, mas conheceram novo episódio, na quinta-feira. O presidente da Junta de Freguesia, Armando Galhano, acabou mesmo por ir parar ao Hospital de Águeda, por precaução.

Na quinta-feira, o presidente da Junta de Freguesia de Macinhata do Vouga, Armando Galhano, acompanhado do secretário da Junta, quatro funcionários e uma sétima pessoa com uma grua, deslocaram-se ao caminho em causa, que se encontra fechado, para retirar as silvas e os cepos que impedem a sua passagem.

Quem não gostou da “invasão” foi José Orlando Pereira, que se intitula proprietário do carreiro, que diz ter fechado, no dia 18 de Junho, “devido à droga que circulava ali”.

(informação completa na edição impressa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.