A ministra da Educação veio a Águeda inaugurar a nova biblioteca da escola Fernando Caldeira, que entretanto vai acabar por ir “abaixo” uma vez que a Câmara Municipal tem um projecto para construir um novo edifício escolar.

A ministra da Educação acabou por chegar mais cedo do que o previsto, numa tentativa talvez de contornar a manifestação de professores que a esperava à porta do estabelecimento, gritando palavras de ordem contra a avaliação.

Maria de Lurdes Rodrigues evitou os manifestantes, mas nem por isso evitou falar da construção da nova Fernando Caldeira, que implicará a demolição da nova e bela biblioteca escolar agora inaugurada.

(informação completa na edição impressa)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.