“Face à indecisão quanto às limitações de público e todas as oscilações das diretrizes desta pandemia”, o Águeda Action Club (ACTIB) comunicou esta tarde o cancelamento do Grande Prémio de Portugal de Motocross, agendado para os dias 23 e 24 de outubro.

“Este ano e após definido o calendário, o clube aguedense encetou uma vez mais todos os esforços e diligências para que este evento fosse avante, no entanto após sucinta análise a todos os prós e contras, não estavam reunidas as condições para a realização do mesmo”, referiu o ACTIB, em comunicado.

 “Este é o segundo ano consecutivo que somos forçados a adiar a prova, no entanto é bom que todos percebam que sem público ou mesmo com limitações em termos de bilheteira, os custos inerentes à realização de um evento desta envergadura tornam-se incomportáveis para este clube. Juntamo-nos assim à Finlândia, Suécia, Bali ou Argentina que neste clima de instabilidade, também anularam os seus eventos. Os patrocinadores não estão dispostos a pagar para colocarem publicidade numa pista sem público, as despesas continuam a ser muito altas e apesar do apoio por parte do Município de Águeda, contra nossa vontade, não havia outra hipótese”, referiu José Brenha, presidente do ACTIB .

 O clube organizador lamenta este desfecho, deixando uma palavra de agradecimento aos milhares de adeptos que aguardam ansiosamente pelo regresso da competição a Portugal, aos patrocinadores e também a autarquia aguedense.

Os bilhetes já adquiridos transitam para 2022, sem qualquer necessidade de atualização. Para todos aqueles que pretendam a devolução dos mesmos, deverão contatar o respetivo local de compra.

“Apesar deste desfecho pelo segundo ano consecutivo, continuamos com um voto de confiança por parte do promotor mundial”, refere ainda o ACTIB. A Infront Moto Racing confirma a inserção do Grande Prémio de Portugal no calendário do Campeonato do Mundo de Motocross até 2024.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *