Nélson Oliveira, único representante de Portugal na prova de contra-relógio de sub-23 inserida nos Mundiais de ciclismo, que se realiza na Suiça, terminou a prova na segunda posição, arrecadando a medalha de prata.

Bicampeão nacional de contra-relógio da mesma categoria, o corredor de Anadia, de 20 anos, foi apenas suplantado pelo australiano Jack Bobridge, que arrebatou o «ouro» e sagrou-se novo campeão mundial. O alemão Patrick Gretsch fez o terceiro melhor tempo, com mais 28 segundos que Bobridge.

Nélson Oliveira, no final, admitiu que não esperava este resultado. “Não estava à espera de ser segundo. Sempre pensei que ficaria no top-10 e era esse o meu objectivo, mas a certa altura passei pela primeira passagem pela meta e vi que tinha o melhor tempo. Acreditei, sofri muito e alcancei o melhor tempo. É uma sensação estranha, mas vinha para aqui com ambições de fazer um bom registo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.