Tiveram início as obras de recuperação e estabilização do cordão dunar entre as Praias da Barra e da Costa Nova. A colocação de paliçadas, a plantação de espécies autóctones e a construção de um passadiço são as ações previstas

Com um investimento de cerca de 400 mil euros e um prazo de execução de quatro meses, a empreitada é assegurada pela Agência Portuguesa do Ambiente e pelo Município de Ílhavo, financiada a 75% pelo Fundo Comunitário do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR). Está incluída na candidatura para ações de proteção do litoral entre Cortegaça e Vieira de Leiria.

Os restantes 25% do investimento desta intervenção entre a Barra e a Costa Nova são repartidos, de igual forma, pela APAmbiente e pela Câmara de Ílhavo (43.781,49 euros).

A intervenção pretende recuperar e estabilizar o cordão dunar a sul do Porto de Aveiro, numa extensão aproximadamente de 1.236 metros, com a colocação de paliçadas, plantação de espécies autóctones que contribuem para a fixação das areias na duna e com a colocação de passadiços sobrelevados que permitem a circulação de pessoas entre as duas praias, evitando o impacto sobre o sistema dunar.

Outro objetivo prende-se com a proteção do litoral e das suas populações, especialmente face aos riscos da erosão costeira, sendo a intervenção relevante para a prossecução das políticas consagradas na estratégia nacional para a gestão integrada da zona costeira e para a necessidade de adaptação do território às alterações climáticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *