José Neves dos Santos, vice-presidente da assembleia-geral do Recreio de Águeda, insistiu na marcação de uma assembleia-geral extraordinária e na convocação de eleições no clube, em carta dirigida ao líder do órgão, Eleutério Costa.

O dirigente fala na necessidade de salvaguardar a “dignidade” de atletas, técnicos, colaboradores e dirigentes, refere mais algumas situações anómalas e considera ser hora de “tocar o sino a rebate, devolver a palavra aos sócios e realizar eleições” para “pôr cobro a um ciclo triste da instituição”.

Trata-se de mais um dirigente em rota de colisão com o presidente António isaías – desde que assumiu o clube, há três anos, tem durado pouco tempo a sua relação com os dirigentes que lhe estão mais próximos , que por sua vez acusa José Neves dos Santos de estar “a criar problemas e a minar o clube”. “Esse senhor parece que entrou no clube apenas para criar embaraços”, considerou.

(informação completa na edição impressa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.