A edição da semana do Região de Águeda destaca o surto pandémico verificado no Centro Social de Belazaima do Chão, que provocou um morto e levou à evacuação do lar de idosos.

O Região de Águeda apresenta o mapa do distrito de Aveiro, concelho a concelho, com a cor correspondente ao nível de risco de contaminação covid-19, bem como as medidas preventivas para os dois próximo fins-de-semana, que para grande parte dos cidadãos são prolongados.

Na edição do Região de Águeda pode ler uma entrevista com Luís Fernandes sobre os 25 anos da d’Orfeu – Associação Cultural. O diretor criativo faz o balanço e traça os desafios da próxima década.

Destaque ainda para a campanha solidária a favor do Banco Alimentar Contra a Fome, que em Águeda é coordenado pelo Rotary. Este ano, fruto da pandemia, o modelo da campanha foi ajustado. O Região de Águeda diz-lhe como participar, com produtos alimentares ou donativos, e os locais de recolha.

O Região de Águeda destaca ainda a queixa de uma utente pelo tratamento dado à sua mãe pelos serviços de saúde, a partir da extensão de Mourisca do Vouga. A este propósito, o Região de Águeda ouviu as explicações de Pedro Almeida, presidente do Agrupamento dos Centros de Saúde do Baixo Vouga.

A Feira das Lambarices pode vir a fundir a Festa do Leitão em 2021. O Região de Águeda explica nesta edição o que está em causa.

Outros destaques para o ataque às capoeiras em Valongo do Vouga e para a pretensão da população de Aguada de Cima de que sejam construídos passeios na Rua da Canada.

Estes são alguns dos destaques da edição semanal do Região de Águeda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *