Brito Salvador, vereador do PSD no executivo municipal de Águeda, queixou-se que as actas “não reflectem minimamente aquilo que se passa nas reuniões de Câmara”, sugerindo que as mesmas passem a ser gravadas.

“Há algum interesse em por alguns assuntos e algum desinteresse em colocar as posições dos vereadores do PSD”, afirmou o social-democrata Brito Salvador.

Gil Nadais lembrou que se as actas não estão conforme os vereadores têm a hipótese de as corrigir, frisando que “as actas serão sempre um resumo do que se passa na reunião”.

“Aquilo que se pretende no futuro é que as reuniões sejam gravadas em vídeo”, acrescentou o presidente da Câmara, aconselhando os vereadores da oposição “a entregarem um documento escrito quando queiram ver as suas posições transcritas”.

“O que peço é que aquilo que for relevante tenha reflexos na acta”, disse Brito Salvador. “O que lamento é que de facto quando há posições vossas aparecem sempre nas actas. Nós até parece que nem vimos às reuniões”, acrescentou Brito Salvador.

(informação completa na edição impressa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.